logo

impressão 3d

A utilização de programas CAD 3D para a modelação de novos produtos em porcelana veio rapidamente forçar à necessidade de alguma coisa que tornasse físico o desenho virtual apresentado em computador.

O processo mais rápido e eficaz para tornar isto possível é, sem dúvida, a Impressão 3D.
Uma impressora 3D não é mais que um periférico normal como qualquer outra impressora em papel.
A diferença está em que é possível imprimir peças tridimensionais em vez de folhas bidimensionais.
Como funciona? É o “Ovo de Colombo”.
Para perceber bem vamos pensar apenas numa impressora em papel:
Imaginem uma esfera.
Imaginem que dividem uniformemente esta esfera em fatias horizontais muito finas, da espessura de uma folha de papel.
Imaginem que imprimem em papel o círculo correspondente a cada uma dessas fatias, um em cada folha.
Depois de todas as folhas (fatias) impressas, vamos recortar todas elas.
Por fim, vamos colar todas elas, umas sobre as outras, ordenadamente.
O que é que obtivemos? A esfera que pretendíamos.
Isto não é mais do que Impressão 3D.
No caso da Costa Verde utilizamos uma impressora que trabalha com um pó baseado em gesso e que, basicamente, forma camadas (fatias, folhas) de pó, que
correspondem a cada fatia horizontal da peça que se pretende.
Após aplicada cada camada, aplicamos uma cola especial (binder) que vai colar essa camada de pó à anteriormente aplicada.
Ciclo a ciclo teremos:
Camada de pó... cola, camada de pó... cola, camada de pó... cola, e assim sucessivamente até termos todas as camadas aplicadas e coladas.
No final teremos a peça tridimensional impressa.
A verdade é que esta tecnologia já é usada na Costa Verde desde Fevereiro de 2004. Desde essa data que não se fazem modelos à mão, como era, e ainda é,
prática tradicional nesta indústria.